NOTÍCIAS
06/09/2017 | 17h16

Indústria

Exportações vão bater novo recorde em 2017, prevê Anfavea

Nova projeção aponta para 745 mil, 25 mil acima do recorde de 2005


SUELI REIS, AB

Agora é oficial: as exportações de veículos baterão novo recorde em 2017, de acordo com a atual projeção da Anfavea, associação que reúne as montadoras no Brasil. A nova estimativa aponta que o volume deverá chegar a 745 mil unidades, superando em pelo menos 25 mil o melhor resultado até agora, de 725 mil registrado em 2005.

-Veja os dados completos da apresentação da Anfavea aqui
-Veja mais dados da indústria aqui
-Veja outros estudos e estatísticas em AB Inteligência

“Em função da excelente performance que temos observado, temos todas as condições de bater o recorde”, afirma o presidente da entidade, Antonio Megale, durante coletiva à imprensa para apresentar o balanço do setor na quarta-feira, 6, em São Paulo.

O desempenho das vendas de veículos brasileiros no mercado mundial superou as expectativas das próprias montadoras: após apurar excelente resultado com o fechamento do primeiro semestre, a Anfavea revisou para cima sua projeção para as exportações, prevendo então um volume total de 705 mil unidades para 2017, o que já seria bastante promissor, uma vez que este seria o segundo melhor ano da história, atrás apenas do recorde de 2005. No entanto, como o próprio Megale menciona, as exportações vêm apresentando resultados crescentes, o que fez a entidade rever mais uma vez suas previsões para o ano.

Parte do recorde previsto para este ano já foi realizado: no acumulado dos oito meses completos de 2017, as exportações somaram mais de 506 mil unidades, bastante acima da média verificada nos últimos dez anos para o período, de 319,5 mil veículos. Em termos comparativos, o melhor desempenho para um período janeiro-agosto realizado até hoje foi exatamente o de 2005: naquela época, as exportações somaram 481,5 mil em oito meses.

“É um resultado extremamente positivo, pela primeira vez passamos do meio milhão de unidades (em oito meses). Nunca antes na história atingimos este volume para o período: é o melhor janeiro-agosto da história”, comemora Megale.

O volume acumulado já supera em mais de 56% o apurado em iguais meses do ano passado, quando foram embarcados 324,2 mil veículos, entre leves e pesados. Em comparativos mensais, este foi o melhor agosto da história, com o embarque de 66,5 mil veículos, e o melhor mês desde o último maio, quando o Brasil entregou mais de 72,8 mil veículos além de suas fronteiras.

A Argentina continua sendo o maior receptor de veículos montados no Brasil, com 70% de participação das exportações, considerando apenas veículos leves. Em oito meses, o país vizinho consumiu mais de 356 mil unidades, muito à frente do segundo maior destino, o México, com 61,5 mil e 12% de participação nas exportações. Na sequência vêm Chile (5%), Uruguai (4%), Colômbia (3%) e Peru (2%).

“As empresas instaladas na Argentina não conseguem atender a total necessidade do mercado local e o Brasil é essa fonte”, argumenta o presidente da Anfavea.

Com a revisão das projeções, a Anfavea agora prevê que as exportações de veículos leves em 2017 devem superar em 44,5% o volume de 2016, totalizando 706 mil, entre automóveis e comerciais leves. Na projeção anterior, o volume indicava alta de 36,9%, para 669 mil unidades. Já para pesados, as montadoras brasileiras estimam aumentar os embarques em 23,8%, para 38,8 mil caminhões e ônibus. Antes disso, era previsto 35,9 mil embarques, 14,7% acima do volume do ano passado.

Assista abaixo reportagem exclusiva da ABTV sobre a revisão das projeções da Anfavea e os resultados da indústria de janeiro a agosto deste ano


Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 12/09/2017
Ajustes com Argentina pode elevar competitividade

Esta coluna é apoiada por:

Documento sem título
Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement
DE CARRO POR AÍ | 15/09/2017
É elétrico e virá em veículo autônomo
AUTOINFORME | 15/09/2017
Loja da Peugeot foi instalada em uma cabine telefônica
INOVAÇÃO | 15/08/2017
Indústria automotiva precisa abrir os olhos para novas formas de trabalhar
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
Negócios | 08/03/2017
Tecnologia faz parte da receita para sair da crise
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes