NOTÍCIAS
18/05/2017 | 17h09

Serviços

Ford cria equipe para agilizar manutenção de caminhões

Profissionais monitoram oficinas da rede e fazem serviços quando necessário


REDAÇÃO AB

Profissionais socorrem oficinas da rede e reduzem o número de caminhões parados
A Ford Caminhões criou um grupo de profissionais formado por técnicos e engenheiros a fim de agilizar o conserto dos veículos parados na rede de distribuição. A equipe, que fica sediada na fábrica em São Bernardo do Campo (SP), monitora todas as oficinas da rede em tempo real e atua quando há casos em que o serviço solicitado pode não ser concluído dentro do prazo previsto. Eles socorrem no que for necessário, desde o diagnóstico e disponibilidade de peças até a autorização e execução dos serviços.

O programa, iniciado em outubro do ano passado, está agora em pleno funcionamento e como resultado, o número de caminhões parados nos distribuidores fora do tempo programado caiu 80%.

“O novo time está totalmente integrado ao nosso conceito de que caminhão não pode ficar parado”, afirma o gerente de serviço ao cliente da Ford Caminhões, Wilson Vasconcellos. “Hoje, conseguimos saber instantaneamente se há algum caminhão parado aguardando manutenção na nossa rede em todo o Brasil; qual é o veículo, o seu problema e há quanto tempo; e atuamos para ele voltar a rodar o mais rápido possível”, completa o executivo.

De acordo com Vasconcellos, o preço de compra de um caminhão representa apenas 12% do seu custo total de operação, considerando uma vida útil de cinco a oito anos; o restante é manutenção. “Estamos focando nosso trabalho para entregar o que o cliente quer e precisa, ou seja, um serviço rápido, com alta qualidade e preço justo. Além da criação da nova estrutura, investimos em treinamento e realinhamos o preço de centenas de peças, o que aumenta a nossa competitividade diante de todas as opções disponíveis no mercado.”

Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 21/06/2017
Competições aceleram indústria automobilística desde o século 19

Esta coluna é apoiada por:

Documento sem título
Advertisement Advertisement
DE CARRO POR AÍ | 23/06/2017
Hatch mostrado na Alemanha fica entre compacto e médio
AUTOINFORME | 21/06/2017
Marca cresce quase 10% em ano de mercado estável
INOVAÇÃO | 01/06/2017
Desordem pode fazer com que iniciativas de inovação fracasssem
QUALIDADE | 15/05/2017
Iniciativa tem potencial para melhorar a qualidade de vida da população
Negócios | 08/03/2017
Tecnologia faz parte da receita para sair da crise
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
DISTRIBUIÇÃO | 09/08/2016
Crise pode reduzir negócios no pós-venda ou ser oportunidade para manter clientes mais próximos
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes