NOTÍCIAS
11/05/2017 | 19h07

Balanço

Nissan obtém lucro líquido de US$ 6,13 bilhões

Resultado da montadora superou ano fiscal anterior em mais de 25%


REDAÇÃO AB

O lucro líquido da Nissan em seu ano fiscal 2016, contado de abril do ano passado a março de 31 deste ano, atingiu 663,5 bilhões de ienes (US$ 6,13 bilhões), registrando alta de 26,7% sobre o ano fiscal anterior. O lucro operacional (antes de impostos e despesas) atingiu 742,2 bilhões de ienes (US$ 6,85 bilhões), recuando 6,4% em relação ao período anterior.

Os números foram divulgados pela montadora na quarta-feira, 11. A receita líquida obtida pela Nissan foi de 11,72 trilhões de ienes (US$ 108,2 bilhões), total 3,9% menor que o do ano fiscal anterior.



As vendas globais da Nissan somaram 5,63 milhões de automóveis no período. As entregas nos Estados Unidos alcançaram 1,58 milhão de unidades e anotaram alta de 4,2%. As vendas na China, que tem como base o ano-calendário 2016, cresceram 8,4%, para 1,35 milhão de veículos comercializados.

Na Europa, excluindo a Rússia, as vendas da Nissan cresceram 7,2%, para 683 mil unidades. Os resultados nesses mercados-chave ajudaram a compensar a retração no Japão, afetado pelo menor volume de vendas dos kei cars, modelos com motores até 660 cc. O mercado japonês anotou 557 unidades no ano fiscal 2016.

Em outras regiões, como Ásia e Oceania, América Latina, Oriente Médio e África, as vendas da Nissan caíram 3,3%, para um total de 808 mil unidades.

PERSPECTIVA PARA O PRÓXIMO ANO

A Nissan espera vender 5,83 milhões de veículos no ano fiscal 2017, o que resultará em crescimento de 3,5%. Os modelos Micra, Armada, Kicks, Note e-Power e Serena devem contribuir com o aumento da demanda durante o novo ano fiscal.

Com base na perspectiva de vendas e com cautela em relação a variações cambiais estrangeiras, a Nissan apresentou as previsões que se veem abaixo para o ano fiscal 2017, que termina em 31 de março de 2018. Elas foram calculadas de acordo com o método contábil para a joint venture do Grupo na China.


Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:


QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 17/05/2017
Latin NCAP gera confusão e dúvida nos testes que realiza

Esta coluna é apoiada por:

Advertisement
DE CARRO POR AÍ | 19/05/2017
Picape promete a cabine mais espaçosa do mercado
AUTOINFORME | 16/05/2017
Venda diária volta a recuar para baixo de 8 mil
QUALIDADE | 15/05/2017
Iniciativa tem potencial para melhorar a qualidade de vida da população
INOVAÇÃO | 24/04/2017
Ter empatia com consumidor é essencial para o sucesso
Negócios | 08/03/2017
Tecnologia faz parte da receita para sair da crise
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
DISTRIBUIÇÃO | 09/08/2016
Crise pode reduzir negócios no pós-venda ou ser oportunidade para manter clientes mais próximos
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes